Testemunho do João

João

Olá estimados amigos, sou o João Soares, tenho 17 anos, sou de Avessadas, Concelho de Marco de Canaveses.

A minha família mais próxima é formada pelos meus pais, dois irmãos, mais velhos, O Miguel e o José. O Miguel já está casado e tem um filho, o Martim. A minha família é cristã, sempre me motivou a confiar em Cristo e a amar a sua Igreja. Sempre me ajudaram rezar, não só a pedir mas também a agradecer as coisas boas que me concede. Desta forma, sempre vivi a minha fé na comunidade paroquial e na comunidade dos Carmelitas Descalços. Sou acólito e coordenador do grupo de acólitos, pertenço também ao grupo de jovens, entre outras coisas. Esta presença constante na Igreja de Cristo levou a que me aproxima-se d`Ele.

Sempre admirei a vocação sacerdotal assim como o carisma carmelita devido à sua missão e, principalmente, à sua forma de estar no mundo, mas sempre achei que a vida sacerdotal era muito bonita mas que não era para mim. Este sonho que até certa altura era apenas um “ sonho de criança”, nos últimos anos foi levado a sério. Cristo ia-me “ dizendo” e porque não?

Quando cheguei ao secundário comecei a perguntar-me o que fazer da vida, que curso superior seguir, etc… Fossem qual fossem as decisões a tomar queria buscar um caminho que me enchesse de alegria e felicidade. A certa altura comecei a falar da vocação com um jovem carmelita que me ia partilhando a sua experiência. Mais tarde senti necessidade de falar com um padre para discernir melhor a minha inquietação vocacional.

Assim, esse padre propôs-me participar num encontro vocacional, em Fátima, o “Rumos”. O acompanhamento pessoal que fui tendo, o “ Rumos”, os momentos de oração e reflexão levaram-me a concluir que Cristo me chamava para o seguir mais de perto nos Carmelitas. Assim a partir de Setembro deste ano (2015) iniciarei na comunidade dos carmelitas no Porto a minha caminhada vocacional enquanto começo o primeiro ano de Teologia na Universidade Católica Portuguesa.

Este passo na minha vida foi motivado, primeiro, pela fé em Jesus Cristo; em segundo por admirar a vida em comunidade que os carmelitas cultivam e por me identificar com a missão que os Carmelitas desempenham na Igreja; finalmente por sentir que a minha missão não era amar apenas uma só pessoa mas amar a Cristo e todos os que eles mais ama, seguindo a convicção de Santa Teresa de Jesus “ Só o Amor dá valor a todas as coisas”.

Assim foi a minha caminhada até aqui. Espero que este testemunho vos ajude, também a vós, a decidir qual a vocação e missão que Deus tem para vós. O que importa é colocarmo-nos ao Seu serviço, deixar que Ele nos preencha e nos guie. Agora, como Santa Teresa de Jesus, quero rezar e convidar-vos a fazer o mesmo: “ Vossa sou, para Vós nasci. Que quereis, Senhor, de mim? “ Nunca esqueçais que quem ama a Cristo e O segue incondicionalmente, não dever ter medo porque ele nunca abandona aqueles que chama.

Peço-vos que rezem por mim, para que seja feita em mim a vontade de Deus.

Facebooktwittergoogle_plusredditpinterestlinkedinmail

Deixe uma resposta