andre

 

Olá, sou o André.

Nasci a 13 de Maio de 1991, em Lisboa de onde sou e sempre vivi, fiz vida paroquial em Santo Isidoro (Mafra), sou engenheiro civil e tenho 24 anos.

Venho de uma família “pouco católica” mas que sempre me amou muito e a quem muito amo. Em casa somos 4: o meu pai, António, a minha mãe, Natália, o meu irmão mais novo, João e eu! Tenho ainda a graça de ter os pais do meu pai vivos: a minha avó Doroteia e o meu avô António; bem como o pai da minha mãe, o meu avô Joaquim. Tenho ainda os meus padrinhos e meus tios (a minha madrinha é irmã do meu pai), o filho deles, o meu único primo direito, Rui, e o irmão da minha mãe que é solteiro. O meu primo já se casou e tem dois rapazes: o Gustav e o Manuel.

Agora, encontro-me entre a família dos Carmelitas Descalços. Logo após a passagem de ano (em 2015) vim a um encontro vocacional – o Rumos – proposto por um dos meus priores. Esse encontro tinha-lhe ido parar às mãos graças a uma religiosa amiga dele, Carmelita Descalça do Convento de Fátima. Gostei muito do encontro. Gostei das pessoas, gostei mesmo muito do padre e da irmã que nos falaram, mas, gostei, fundamentalmente, daquilo que me falaram: a forma de ver Deus, a forma de orar, o dar espaço e tempo à Palavra… Tudo isso mexeu muito comigo. Uma vez que já me encontrava em discernimento vocacional, e visto que o meu coração, mesmo sem eu querer, sempre me empurrava para junto dos Carmelitas, fui a um novo encontro, este no final da Quaresma, onde me foi proposto que visitasse uma comunidade de Padres Carmelitas Descalços e visse como viviam e o que faziam. Aceitei o desafio e fui ao Porto. Gostei tanto ou tão pouco que hoje estou aqui!

Agora seja aquilo que Deus quiser. Eu estou feliz, em paz e tenho como único objetivo fazer a vontade de Deus. E como alguém dizia: “Estamos nas mãos de Deus e estamos muitíssimo bem”! E é assim mesmo!

Facebooktwittergoogle_plusredditpinterestlinkedinmail